sábado, 12 de dezembro de 2009

Anonimato

Talvez por ter sido criado em cidade pequena, com família grande e 'influente', eu sempre fui o filho do doutor este e da professora aquela, o irmão de tal e tal, o cunhado de não sei quem, sobrinho do outro lá, primo daquele ali. Era como se todo mundo no meu mundinho soubesse da minha existência; eu me sentia exposto.
É claro que todas as confusões na minha cabeça, e quanta confusão havia!, eu me acreditava vigiado só de receber um oi na rua. Durante um tempo que eu só queria ser invisível, eu não era popular, mas era conhecido.
O assunto vem de eu estar repensando esse blog nesses tempos. Estas publicações me fazem questionar a incoerência entre querer aproveitar a solidão do anonimato e a massagem no ego de ter alguém que lê essas bobagens todas aqui.

8 comentários:

Camila disse...

Anônimo, conhecido ou popular, a única coisa que sei é que MORRO de saudades de ti!

bruno mendes disse...

Anonimato não é solidão, é selecionar para sua intimidade somente aqueles que te interessam. E o blog é a forma de compensar a carência de não estar perto de você. Não é pra te importunarem. Então, não vejo incoerência alguma: você quer ser um desconhecido na rua, não um ser isolado no mundo.

Lara Rúbya disse...

Realmente surgem momentos em nossas vidas que precisamos ficar "só".

Bom, eu gostei muito do seu Blog estarei seguindo apartir de hoje.

E para estar no anonimato não é preciso estar numa solidão.

Grande beijo.

Natália disse...

Sabe que o Bruno Mendes (ai acima) tem razão... é bom poder escolher com quem se tem intimidade... Dá uma sensação de liberdade.
Eu sempre sinto falta da minha família quando estou em Montreal, mas quando visito o Brasil, sempre me lembro de como é bom poder "me esconder" um pouquinho... Você não está sozinho nessa.

Anônimo disse...

Danilo,
Para de reclamar e volta a escrever... É bom receber notícias dos amigos - não importa a distância.
Abraços.
LuísLGP.

bruno mendes disse...

Recado "Anônimo" com assinatura é a cara do LuísLGP.

Mario disse...

Oi Danilo,

É a primeira vez que faço um comentário aqui no teu blog, mas já o acompanho há algum tempo. Concordando com o que disse o Bruno Mendes, eu espero que essa dita "incoerência" tamém sirva como mais um motivo para voce continuar postando por aqui.

Saudações de futuro imigrante!

LuísLGP disse...

Tá bom, tá bom Brunão. Meu comentário foi anônimo mas é com assinatura também, he, he, he.
De qualquer forma, vamos fazer um multirão e convencer o Danilo a voltar a escrever !
Falou.
Luís.