segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Epifania

Neste final de semana fui para Toronto de ônibus, e no meio da viagem de 7 horas fizemos uma parada lanche-e-xixi em Kingston, já na província anglófona de Ontario. No Tim Hortons, uma rede nacional de lanchonetes onde pedi um bagel e um chá para me acalmarem até o meu destino, tive um momento epifânico: eu me sinto como um cidadão de segunda classe por não falar francês direito em Montréal. É um sentimento recorrente, que também me atropelava enquanto morei na Alemanha e na França, e do qual eu me senti finalmente livre simplesmente atravessando a fronteira. Mas este foi apenas um paliativo: a solução não é fugir pro lado de lá, mas sim criar vergonha na cara e estudar francês direito.

Um comentário:

Mara disse...

Eu já lhe disse q vc é o máximo? Eu te adoro mais ainda qdo demonstra bom senso. Muuuitos beijos.