terça-feira, 28 de novembro de 2006

Turistas

Patriotism is the conviction that your country is superior to all others because you were born in it.
George Bernard Shaw
Já começou uma falação em torno de uma produção hollywoodiana em que turistas americanos são seqüestrados no Brasil e aprisionados no meio do mato por uma quadrilha de traficantes de órgãos. Patriotas estão espumando de raiva com tamanha 'injustiça'.
Mas também nesta semana, a CNN está fazendo um especial chamado Eye on Brazil que está sendo muito justo com a nossa realidade, mostrando as praias, a violência, o carnaval, o sistema de saúde, os problemas na educação, a corrupção no governo, a diversidade cultural, entrevistando pessoas, ministros, empresários. A informação está disponível e acessível, e os que acreditam que um filme acéfalo fadado ao fracasso nas bilheterias vai mudar muita coisa na percepção estrangeira sobre o país estão perdendo o seu tempo.
Eu sou a favor do direito à ignorância, e até acho justo o showbiz americano se aproveitar disso para tentar ganhar um dinheirinho. Eu já desisti de catequizar os gringos para tentar acreditar eu mesmo que somos um paraíso na terra; quem quer saber o que se passa, não precisa ir muito longe.

quarta-feira, 22 de novembro de 2006

I quit!

Com meu passaporte e visto em mãos, posso finalmente tomar a decisão que mais me apavora nesse processo todo: pedir demissão da Alcatel!
De um lado, eu fico pensando que tenho um bom emprego, não ganho tão mal assim, trabalho num campo promissor, numa multinacional francesa, em um ambiente de alta tecnologia, com pessoas que admiro, onde meu trabalho foi reconhecido, investimentos feitos na minha carreira. Mas também são tempos incertos, com demissões freqüentes, poucos projetos e menos dinheiro ainda, equipes reduzidas, pouco treinamento. E agora a fusão Alcatel-Lucent, deixando tudo mais confuso ainda!
Conversei com o meu diretor, que é um grande sonhador, e ele disse que eu estava tomando uma decisão errada, que no Brasil há muito mais oportunidades para pessoas como eu, que a imigração só é interessante para pessoas pouco qualificadas ou para pesquisadores, mas disse respeitar a minha decisão. Meu gerente foi um pouco mais rancoroso, e disse que eu decepcionei eles, que eu deveria ter sido honesto ao aceitar um novo cargo, que deveria ter jogado limpo antes. Quando eu disse que a vida é muito rápida, ele me disse que eu deveria então me mudar para a lua!!!
Conversando com algumas pessoas, fiquei um pouco mais certo da minha decisão. Eu realmente fui 'promovido' para um cargo com mais responsabilidades, e com o qual eu estava satisfeito por conta da fé que me estavam depositando, mas ninguém nem pensou em me dar um aumento, ou outros benefícios quaisquer. E enquanto há projetos, há pessoas se matando pela empresa; quando a torceira fecha, a empresa demite sem a culpa que estavam tentando colocar na minha consciência.
A decisão está tomada, e aos poucos vou tendo mais confiança que fiz o que deveria. Este projeto do Canadá é muito antigo, e eu me culparia o resto da vida se não abraçasse a oportunidade. Se o amanhã é incerto e a morte infalível, carpe diem!, eu quero mais é buscar a minha felicidade e meus sonhos.

terça-feira, 21 de novembro de 2006

Abre-alas

Blog saindo do forno, autor indo pro gelo. Terminei o meu processo de imigração para o Canadá, e para Montréal parto antes do Natal. Peguei hoje meu passaporte com meu visto de entrada, resultado de bastante burocracia e suor derramado por um ano e meio. De lá, breves notícias!

domingo, 19 de novembro de 2006

Motivação

Publicar este blog é fácil. Torná-lo público, porém, foi um pouco mais complicado. Gostaria de agradecer à Ester que sintetizou minhas incertezas, e me ajudou a chegar à mesma conclusão que ela. Portanto, aqui está finalmente lançado o meu repositório de idéias e inutilidades, não só publicado, mas também divulgado, longe de perfeito, porém na minha melhor tentativa de fazê-lo bem-feito.